Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
ELEIÇÕES CERSUL | VITÓRIA DE NEI: FIM DA HEGEMONIA DE TURVO
01/04/2019 10:02 em Política

O ex-prefeito de Meleiro, Jonnei Zanette (PP/Meleiro), e o vice Sandro Cerimbelli (PP/Turvo) venceram as eleições para comandar a Cersul entre 2019 e 2023.

O resultado saiu depois de 2 horas de uma apuração tranquila. Nei ( chapa 3) conquistou 1.881 votos; o segundo colocado, da chapa 4, Selvino Londero (MDB/Turvo) com Pedro Duarte (PSD/Meleiro), levou 1.479 votos, uma diferença de 402 votos.

O ex-prefeito de Ermo, da chapa 1, Marquinhos Leone de Oliveira (PSDB/Ermo), que tinha como vice Ronaldo Mandelli (PP/Turvo) ficou em terceiro, com 130 votos a menos, fez ao todo 1.349 votos.

Em quarto lugar ficou a chapa 2, de Arnildo Steckert (Sem Partido/Turvo) e Ricardo Ghellere (PSL/Araranguá), com 255 votos.

 

Na foto: Arnildo chapa 2 – Marquinhos chapa 1

 

Alguns fatores pesaram para a vitória de Nei Zanette. Primeiro, o MDB estava desarticulado, e chegou a ter três pré-candidatos. Esta indecisão fez Arnildo sair do partido.

Uma semana antes da inscrição da chapa, Selvino Londero, voltou atrás da decisão de ser secretário na chapa de Nei/Cerimbelli. Boa parte do MDB já havia acertado a participação na chapa. Esta mudança fez com que o ex-prefeito Ronaldo Carlessi deixasse o MDB.

O partido em Turvo acabou aglutinando forças na reta final e ainda conquistou lideranças importantes, ligadas a Abel Olivo (Novo) e o Progressistas, mas já era tarde. O prefeito Tiago Zilli (MDB) e o vice Edson Dagostin (MDB), e ex-prefeito Heriberto Schmidt foram para a campanha.

Zanette tinha a seu favor o apoio declarado dos prefeitos Eder Mattos (PSB/Meleiro), Betinho Biava (PP/Timbé do Sul), Valdo Rocha (PSD) e Zica Cadorin (PSD).

Além de tudo isto, Nei fez uma campanha organizada, com agência de publicidade (Aspekto) e Assessoria de Imprensa. Fez propostas de impacto no consumidor de energia. Toda esta força se traduziu nas urnas.

Outro fator que pesou a defesa de rotatividade dos municípios no comando da cooperativa, que atende Turvo, Meleiro, Ermo, Timbé do Sul e Morro Grande.

O Progressistas passa a comandar uma das cooperativas mais influentes da região, que era controlada pelo MDB.

 

ENTREGA DAS CHAVES

Depois do anúncio da vitória, o presidente Everton Schmidt e o vice Jairo Canella, fizeram ali mesmo no local da apuração, no Centro de Eventos Professora Iria Angeloni Carlessi, a transmissão simbólica do cargo com entrega das chaves da cooperativa a chapa vencedora. Nei assume com R$ 14 milhões em caixa.

A festa da chapa vencedora aconteceu no Pavilhão de Arroz, em Meleiro.

 

 

Fotos: Everaldo Silveira / Elvis Campagmollo / Gislaine Fontoura

 

COMENTÁRIOS