Eleições 2018: tudo o que você precisa saber sobre o dia da votação
05/10/2018 13:20 em Política

Faltando uma semana para as eleições, o OCP esclarece as principais dúvidas e mudanças para o dia do pleito | Foto Arquivo OCP News

  

A uma semana do primeiro turno das eleições de 2018, o OCP preparou um guia com as principais dicas e orientações para o dia do pleito.

Na microrregião de Jaraguá do Sul, são 176.120 eleitores habilitados para comparecer às urnas, sendo que o voto é obrigatório para quem tem entre 18 e 70 anos.

Horário de votação

Neste ano, o primeiro turno acontece no dia 7 de outubro. A votação começa às 8h e termina às 17h.

Com algumas mudanças no processo de votação, como número de candidatos e implantação da biometria pela primeira vez em Jaraguá do Sul, o chefe de cartório da 17ª Zona Eleitoral do cartório do município, Eduardo Arbigaus, comenta que a tendência é de haver mais filas neste ano.

A recomendação é que o eleitor chegue cedo no local de votação. Caso o eleitor compareça a sua seção até as 17h e haja fila, a Justiça Eleitoral vai disponibilizar senhas para que todos aqueles que chegarem até esse horário possam votar.

Ordem de votação

A ordem de votação dos candidatos na urna foi uma das alterações no pleito deste ano. Diferentemente de como era feito antes, desta vez a votação começa pelo candidato a deputado federal.

Além disso, neste ano serão eleitos dois senadores. Por isso, o eleitor deve votar em dois candidatos diferentes ao Senado. Arbigaus alerta que caso o eleitor repita o número do primeiro senador na hora de votar no segundo senador, o segundo voto será anulado.

Confira a ordem de votação:

  1. Deputado Federal – 4 dígitos
  2. Deputado Estadual ou Distrital – 5 dígitos
  3. 1º senador – 3 dígitos
  4. 2º senador - 3 dígitos
  5. Governador – 2 dígitos
  6. Presidente – 2 dígitos

Cola

Levar uma colinha no dia da votação, com os números e a ordem de votação dos candidatos não apenas é permitido como é bastante recomendado.

Em Jaraguá do Sul, com a biometria, o processo acaba ficando um pouco mais demorado.

Por isso, o chefe de cartório recomenda ao eleitor que anote os números para não esquecê-los, considerando também que neste ano são seis candidatos.

Justificativa no dia da eleição

O eleitor que estiver fora do seu município no dia da votação pode comparecer a qualquer seção eleitoral, das 8h às 17h, para preencher o formulário e justificar sua ausência.

O que levar no dia da eleição

No momento da votação, o eleitor deve apresentar documento oficial de identificação com foto. A apresentação do título eleitoral também é recomendada, já que facilita a localização da seção eleitoral e a identificação do eleitor, mas não é obrigatória.

Para facilitar o processo, a Justiça Eleitoral criou o aplicativo E-título, uma versão digital do documento. Arbigaus destaca que o E-título pode, inclusive, ser o único documento a ser apresentado pelo eleitor no dia.

Telefone celular

Na cabina de votação é proibido portar aparelho de telefonia celular, máquina fotográfica, filmadora, equipamento de radiocomunicação ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto. O eleitor pode entrar na cabina de votação com santinhos ou a colinha com os números dos candidatos.

Propaganda

No dia da eleição é permitida apenas a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato, pelo uso de bandeiras, broches, dísticos e adesivos. A legislação, no entanto, não prevê o uso de camisetas ou bonés.

Segundo o chefe de cartório Eduardo Arbigaus, a permissão ou proibição do uso de camisetas e bonés depende da interpretação do Ministério Público Eleitoral. A recomendação, no entanto, é evitar usar esse tipo de vestuário.

A legislação, por outro lado, é clara na proibição de aglomeração ou grupos de pessoas usando vestuário padronizado, caracterizando manifestação coletiva, com ou sem utilização de veículos, até o término do horário de votação.

Veja outras proibições no dia da eleição:

  • Uso de alto-falantes e amplificadores de som ou a promoção de comício ou carreata;
  • Propaganda de boca de urna;
  • Divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos ou de seus candidatos;
  • Derrame de material de propaganda no local de votação ou nas vias próximas (inclusive na véspera da eleição).

Fonte: OCP News

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!